26/10/2010

Tempo

Acredito vivamente que tudo em nós tem um tempo! Tempo de nascer, brincar, aprender, amadurecer. . . Tempo de abordar e questionar os nossos valores, as nossas ideias e mesmo as crenças. . . Tempo de abdicar, tempo de chorar, tempo de negar, tempo de sorrir, tempo de ser do mundo, e tempo de ser-mos "nossos". Temos também tempo para sofrer e para perdoar . . . 
Ora aquele tempo das (des)ilusões e do choro passou . . . 
Agora é tempo de viver. . . de sorrir, abraçar, beijar . . . 
Tempo de querer o bem, de cuidar, de acarinhar,
tempo de estar em paz . . . "life must go on!"


Agora faz o seguinte: Apanha todos os pedaços que conseguires juntar, e que perdes-te nesse teu passado, nessas tuas andanças e anda comigo . . .

2 comentários:

TILT disse...

Escreve-se "perdeste".

Pedro disse...

LOL , obrigado pela atenção! :P