25/12/2011

06:30 e 4/5.7 gordon's london 37.5 de acidez e o caralho

Se vejo o amanhecer é porque algo está estranho caramba.
O povo já todo dorme, e a puta da memória tende a vir para cima da mesa.
Não há cá bolo rei ou pão de ló que me impeça. Pressão.

Nãaaaa, não é só pressão porra, esta merda é também a maior prova de que toda a sobriedade do mundo é desnecessária para quem tanto se quer expressar. 
Vai esvaziar ao caralho Gin.
Vamos ser honestos e vamos conversar ok?
Querido Gin, só tu e eu, eu e tu, vamos lá falar de memórias.


Olha lá tu...


Lembras-te das minhas certezas, que não eram mais que dúvidas?
Lembras-te de como as coisas começaram a mudar?
Lembras-te da minha indiferença?
Lembras-te de como te fazia sentir?
Lembras-te de como eu falei contigo?
Lembras-te das tuas lágrimas?
Lembras-te da minha frieza?
Lembras-te dos nossos reencontros?
Lembras-te de como era difícil?
Lembras-te de como não resistíamos?
Lembras-te da passagem de ano?
Lembras-te das semanas de silêncio?
Lembras-te daquela tarde solarenga passada junto à foz do rio, onde eu me deitava no teu colo e conversávamos sobre os nossos sonhos?
Lembras-te de nos descalçarmos e corrermos pela areia feitos tolos? 
Lembras-te como estavamos felizes?

Sabes Gin... foi um dos dias mais felizes da minha vida.  
Nós éramos felizes e não sabíamos. Mas isso tudo é natural. Nunca iremos saber que somos felizes enquanto o somos. Vamos sempre esperar a felicidade bater a puta da bota para sentirmos a sua falta. Olha tal como eu faço contigo Gin.


(Bendito tempo em que as máquinas de escrever eram proliferadas c).


Se alguém me vier perguntar qual o tempo em que fui mais feliz, eu não teria tento na lingua em o mandar para a puta que o pariu e para se meter na sua vida, antes que lhe enfie um ramo de eucalipto pelo cu a cima.


Ninguém jamais vai saber!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!11


Os homens actuais, aqueles do presente apareceram e o futuro morreu paa sempre.
Olha Gin, Adeus. Faz um favor aqui ao calimero e morre( agora lembra-te de respirar caralhos te fodam) de vontade de ser feliz

Acabouy é o fim do mundo .

23/12/2011

Caio Fernando Abreu



Dois livros, 3 dias. Acho que consumi isto literalmente, como quem consome droga.

"É, eu confesso que não é exactamente a realidade que eu esperava encontrar. Talvez isso mude. Talvez você pule esses três ou quatro muros que nos separam e segure a minha mão, assim, ofegante, pra nunca mais soltar. Talvez você ainda possa pular no rio e me salvar. Ou talvez eu só precise de férias, de um novo amor. Porque no fundo eu sei que a realidade que eu sonhava afundou num copo de cachaça e virou UTOPIA!"

21/12/2011

Dezembro 2010

"A gente vai continuar, enquanto houver estrada pra andar, enquanto houver ventos e mar... A gente não vai parar!"

Think U Can Wait

Há tantas pessoas lá fora que irão te dizer que você não consegue. O que você deve fazer é virar para elas e dizer: Me observe.
Caio Fernando Abreu

Trying to find a light



"You could've made a safer bet
But what you break is what you get
You wake up in the bed you make
I think you made a big mistake"

17/10/2011



“ Eu achava que tinha previsto tudo… tudo… mesmo tudo… e olha… veja só…”


Silêncio. Ele fecha os olhos. Ela o olha e diz:

“ A dor… não… nunca é possível!”

Ele responde:

“ Pois é… pensamos sempre que a conhecemos com a nós próprios e então, não… a cada vez que ela volta, volta sempre assombrosa!”

08/10/2011

08/02/2011

". . .so if you want to run to the water
if you want to go to the sea
i will come and meet you there
and the waves will carry us free. . ."

20/01/2011

Para reflectir ;)

“- Vamos encarar os factos, certo, Jessica? O nosso casamento não tem sido um jardim de rosas. Botanicamente falando, o seu perfil é o de uma planta carnívora.
- És um homem muito difícil de se conviver.
- Foi por isso que tiveste um caso.
- Não tive um caso. Foi um breve interlúdio de infidelidade e aconteceu há anos. Ainda não consegues esquecer isso!?
- Casei contigo pelas razões erradas.
- O que queres dizer com isso?
- És brilhante. Eu queria alguém para conversar. Tu amavas música clássica, arte, literatura. Sexo! Amavas-me!
- Essas parecem-me ser boas razões!
- Sim! Exactamente! Esse é o problema. Foi racional, isso faz sentido!
- Não sei o que é que deu de errado.
- Quando se examina mais de perto, há muito em comum entre nós. Na teoria somos perfeitos. Mas a vida não é só teoria . . .”

(Do filme: Whatever Works, de Woody Allen)

Para reflectir ;)